segunda-feira, 10 de junho de 2013

JUÍZA HELENA ALVES AOS 90 ANOS RECEBE HOMENAGEM DO TJPB. Saiba os detalhes....

Drª Helena Alves de Souza (1ª Juíza da Paraíba)


A primeira juíza de direito do Estado da Paraíba e do município de Cabedelo, Drª Helena Alves de Souza, foi homenageada pelo Tribunal de Justiça do Estado, no encerramento das atividades culturais do mês de maio. O evento aconteceu no salão nobre do tribunal de justiça, nesta quinta-feira, 29/05, às 17:00 horas. Na ocasião a presidente do TJPB, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcante fez a entrega de uma placa comemorativa a Drª Helena Alves de Souza, atualmente com 90 anos de idade.


Drª Fátima Bezerra, Drª Helena Alves e o Desembargador Marcos Cavalcante



O evento foi organizado pela comissão de cultura e memória do Poder Judiciário do Estado, presidida pelo desembargador Marcos Cavalcante. A homenagem faz parte da agenda cultura do Tribunal de Justiça. De acordo com a programação, após a entrega da placa à magistrada, o desembargador Marcos Cavalcante fez um discurso falando sobre a vida da magistrada.

Mas antes a Drª Helena Alves fez uso da palavra: "Eu estou muito satisfeita pelo menos o que fiz e o que eu sou está sendo reconhecido em vida. Estou podendo participar desta homenagem que é feita em vida. Estou muito feliz com esta iniciativa do Tribunal de Justiça," comentou a magistrada.

Disse o desembargador Marcos Cavalcante: Estudar direito era uma determinação de Helena Alves. Terminou o curso clássico no Lyceu Paraibano e ficou esperando que fosse criada a faculdade de ciências jurídicas da Paraíba. Naquele tempo, os estudantes que tinha posse iam fazer o curso de direito da faculdade do Recife/PE. "Eu não tinha condições e esperei cinco anos. Em 1955 criaram o curso de direito da Paraíba, fiz o vestibular e passei". Lembrou.

Helena Alves é integrante da primeira turma de direito, tendo estudado com advogados Yanko Cirilo; o ex-presidente do TJ, desembargador Joaquim Sérgio Madrugada e a professora Ofélia Gondim, a primeira vereadora de João Pessoa. 

Quando se escreveu para o concurso de Juiz de Direito da Paraíba, figurava como a única mulher a concorrer ao cargo. "Eu passei muitos anos sozinha como juíza. Foi uma luta para entrar, mas tudo o que eu queria era ser juíza do meu estado", disse.

A primeira comarca de Helena Alves fora no município de Pilões, onde ficou um ano e meio, até ser transferida para a recém-criada comarca de Cabedelo. "Lembro que na época apareceram sete candidatos e foi à escolhida", informou.

Helena Alves abraçou também o magistério. Quando era juíza de Cabedelo juntamente com o desembargador Dr. Júlio Aurélio Moreira Coutinho (ex-presidente do TJPB), ajudou a criar o Colégio Estadual de Cabedelo em 1962 no qual lecionou português, sendo a primeira diretora do Colégio de Cabedelo.




Em 1969, ainda na comarca de Cabedelo, ela foi afastada pelo AI-5 juntamente com nove Juízes da Paraíba. "Eu nunca soube por que me afastaram da magistratura? Fiquei revoltada, sofri muito, mas Deus me reservou outros afazerem e me dei muito bem no magistério", comentou.

Durante os onze anos em que ela ficou sem atuar como juíza, Helena Alves se dedicou ao magistério lecionando no Colégio Santa Júlia, a disciplina, Organização Social e Política do Brasil (OSPB) e Moral e Cívica. Quando veio a anistia, apenas quatro dos noves juízes foram chamados para retornar ao trabalho e Helena Alves estava entre eles.

Ao retornar a sua função na magistratura, a juíza Helena Alves de Souza foi designada para a comarca de Piancó, onde ficou pouco tempo, pois foi promovida para a terceira entrância. "Foi aí que eu requeri a minha aposentadoria. Eu estava decepcionada", frisou.  

Texto publicado no Jornal a União. 

Observação: Este material servirá para pesquisa dos alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio José Guedes Cavalcanti - agora denominado de PROEMI.





3 comentários:

  1. CONVITE
    Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    www.josemariacosta.com


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro poeta José Maria Souza Costa obrigado pelo honroso convite e valeu pela participação neste blog a Voz da Cultura Tadeu Patrício. Também lia as postas no blog postadas. Lindas, Parabéns.

      Excluir
  2. Saudades de você Tadeu e do seu acréscimo na época junina. Forte Abraço

    ResponderExcluir